instituto de comunicação intercultural

A Mojo.org é uma associação sem fins lucrativos que trabalha com repertórios multidisciplinares filtrados por atenciosa curadoria, criando e transformando conteúdos — clássicos e contemporâneos; acadêmicos e populares — por meio de processos de Cultura Participativa e Comunicação Intercultural.
estatutomanifesto

Será que você já tinha ouvido falar de nós?

Pioneiros editoriais e digitais, os fundadores e colaboradores da mojo.com criam campanhas e projetos proprietários e corporativos nos ambientes digitais desde 2006.

Já criou projetos como projetos como a MojoBooks — “Se música fosse literatura, que história contaria?” — e o BoicotaSP (2013).

Sempre voltada para a cultura participativa e democracia digital, agora inaugura o Instituto Mojo Comunicação Intercultural, Mojo.org , que trabalha com programas que buscam o entendimento coletivo por meio da aproximação cultural.

“Se música fosse literatura, que história contaria?”

Seiscentos ebooks e outros dois mil contos inéditos de novos autores foram publicados no projeto MojoBooks entre 2006 e 2011. Um vetor de inspiração aos novos escritores que publicou muitos dos talentos atuais da Literatura Brasileira

“Não eram só vinte centavos”

Em 2013, previmos por business intelligence a insatisfação civil da população brasileira com o declínio do poder aquisitivo e da dinâmica da economia.

Lançamos então, o BoicotaSP, uma central contra abuso de estabelecimentos comerciais e proteção ao consumidor, que teve oitenta mil likes após 48 horas de seu lançamento

Nossos sonhos e como queremos realizá-los

A tecnologia digital veio permitir a comunicação interpessoal direta e acelerar o tráfego da informação. Nessa nova fase planetária, a Mojo.org quer viabilizar a construção de wormholes culturais para ampliar a compreensão entre pessoas, culturas e ideologias. Queremos que o encantamento pelo saber redescubra o sentimento e a empatia; que as diferenças culturais sejam sentidas como aspirações a um entendimento mais completo do ser humano.

cognição + afeto + comportamento

Entre uma cultura e outra existe uma área de intersecção — às vezes neutra,  positiva ou negativa. Para que essa área tenha sua polaridade equalizada é preciso que ao menos um dos lados se interesse pela outro. Assim, a Mojo.org cria programas, projetos e ideias para o entendimento entre culturas  preparando pessoas para assimilar as diferenças.

 

“Conhecimento, ao contrário de um bem físico, pode ser compartilhado com todas as pessoas do mundo sem que ninguém fique mais pobre.”

Aaron Swartz (1986-2013)

programador, escritor, empreendedor e hackativista. Um dos criadores do formato RSS

O primeiro Programa da Mojo.org é um esforço de tradução de obras literárias em Domínio Público — os textos, análises, críticas, derivações, documentos e ensaios sobre elas: Domínio [ao] Público.

equipe

Quem faz tudo acontecer:

Presidente: Ricardo Giassetti • Vice-presidente: Larissa Meneghini • Tesoureiro: Alexandre Storari • Diretores: Gabriel Naldi, Tatiana Bornato
Editores: Renato Roschel, S. Lobo

Editoração de ebooks: Fernando Ribeiro

Conselho consultivo:

Alberto Hiar Jr., Aurea Leszczynski Vieira, Leonardo Tonus, Marcelo Amstalden Möller, Marcelo Andrade, Marcelo Gusmão Eid, Renato Roschel, S. Lobo

Colaboradores Extraordinários:

André Binhardi, Andre Ducci, Cyla Costa, Daniel Sasso, Michel D’Angelo, Olivia M. Giassetti, Thiago Fogaça, Vinícius Aguiar, Walter Pax, Zenaide Febbo

grandes mudanças nascem de pequenos grupos. Ideias realmente transformadoras habitam os extremos da simplicidade e da potência.

Apoie a construção do Domínio [ao] Público, um bem social imortal. Doações de qualquer valor podem ser realizadas por pessoas físicas ou jurídicas, com ou sem abatimento fiscal.

Pessoas físicas doam e ganham livros.

Pessoas jurídicas apoiam a causa e atuam no social.

Toda ajuda é bem-vinda

O programa de voluntários da Mojo.org para o Domínio ao Público está aberto a profissionais e outras pessoas que queiram levar adiante nossa causa. Um de nossos objetivos é incentivar aspirantes a gerar um corpo de trabalho que possa ser incorporado em seus históricos profissionais:

  • Tradutores: profissionais com ou sem experiência que queiram doar horas de trabalho traduzindo obras e artigos acadêmicos;
  • Revisores: profissionais com ou sem experiência que queiram doar horas de trabalho revisando obras e artigos acadêmicos;
  • Desenvolvedores frontend: profissionais com alguma experiência em html e CSS para montagem dos ebooks gratuitos.
  • Editoras: podem ceder suas traduções e edições para encorpar o acervo de ebooks gratuitos.

Outras modalidades de colaboração, entre em contato conosco.

Contato

10 + 1 =